A vida na Índia sob o olhar de uma brasileira.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Vai um docinho aí?

Esses dias eu estava caminhando aqui dentro do condomínio onde moramos e um garoto veio e me deu um doce. Achei bem estranho, ele apontou uma scooter dentro da garagem, disse que tinha ganho. E eu ali com o doce na mão ainda desconfiada e tentando entender qual era a relação entre ele ter ganho uma scooter e o fato de ter me dado um doce. Foi aí que o sorridente menino me disse: é uma tradição. Ok, entendi... acho que quando se ganha algo muito legal você também deve passar adiante a gentileza oferecendo algo a outras pessoas.
Perguntei se ele não era muito novinho pra ganhar uma daquelas, ao que ele respondeu orgulhoso: Não, eu tenho quatorze anos de idade.
Pelo que eu saiba a idade mínima pra se dirigir aqui é de 18 anos, mas jovens de 16 têm permissão pra conduzir essas motos pequenas. Deve ser por isso que essas motinhos estão por todo o lado.
O doce se chama burfi .Era amarelo, feito de côco. O sabor é bem parecido com o de uma cocada, só que com uma consistência mais molinha. De novo uma experiência legal, mostrando que na Índia sempre vale a pena dar uma voltinha mesmo que seja até a esquina pra se aprender algo novo.
Burfi. Doce indiano.

2 comentários:

  1. oi minha querida aproveitei para colocar a leitura do blog em ordem... Como sempre adoro seus relatos. Achei interessante a história do dar algo legal qdo tbm recebemos, interessante essa cultura ne. Amanha voltamos para casa ai respondo o email aqui estou do celular. Bjos saudade ma

    ResponderExcluir
  2. Na India eles comemoram oferecendo doces não só quando ganham coisas materias, mas também quando recebem boas notícias relacionadas a eles ou a familia... :) Um amigo indiano comprou doces e ofereceu a todos quando conseguiu o visto de trabalho em Portugal rs... E outro ofereceu-nos doces porque a filha fazia aniversário, na India...

    ResponderExcluir